A poesia é o eco da alma.
O poema é uma pedra no abismo,
O eco do poema desloca os perfis:
Para bem das águas e das almas
Assassinemos o poeta.

/

“ Ela tem um ar catastrófico, sensual e infeliz. Anda cabisbaixa e parece não saber direito onde pisar, para onde olhar, o que dizer. ”

—    Gabito Nunes. 

(via distanciarei)

“ Meu pai não bebia, não fumava e morreu cedo. Não roubava e morreu pobre. Tirava o que tinha para dar para os outros e teve poucas pessoas para carregar seu caixão. Depois que ele morreu, nenhum parente perguntou se seu filho precisava ou não de algo. Ou seja, em vida meu pai me ensinou a ser a melhor pessoa que eu conseguir. Em morte, me ensinou a não esperar nada em troca por isso. ”

—    Danilo Gentili. 

(via jornalismo-surreal)

“ As feridas da alma são curadas com carinho, atenção e paz. ”

—    Machado de Assis.       

(via antipoetico)

“ Não pode chover o tempo todo. O céu não pode cair para sempre. E embora a noite pareça longa, suas lágrimas não podem cair para sempre. ”

—    O Corvo. 

(via autorias)